Novidades

O luxo do futuro: A Mercedes-Benz preserva os recursos naturais e utiliza materiais sustentáveis

25/05/2022 | Automóvel

O luxo do futuro é sustentável - a Mercedes-Benz já implementa soluções inovadoras do programa de tecnologia VISION EQXX na produção em série:

  • O material sustentável UBQ™ fabricado a partir da reciclagem de resíduos domésticos não separados será implementado nas atuais séries do EQS e do EQE
  • A pele genuína processada sem recursos naturais será implementada sucessivamente em todas as séries de modelos a partir de 2023
  • O aço produzido praticamente sem emissões de CO2 será utilizado em vários modelos de veículos a partir de 2025

Rumo a um futuro totalmente elétrico sem emissões, a Mercedes-Benz persegue uma abordagem holística de forma mais consistente do que nunca. Com a iniciativa Ambition 2039, o objetivo da Marca consiste em ter um portfolio de novos veículos ligeiros de passageiros e comerciais ligeiros neutros em CO2 em toda a cadeia de valor e em todo o ciclo de vida até 2039 - 11 anos mais cedo do que o exigido pela legislação da União Europeia. É dada especial atenção à utilização cuidadosa dos recursos. O objetivo passa por aumentar significativamente a proporção dos materiais reciclados e descobrir novos materiais que estejam em harmonia com a natureza.

O material sustentável UBQ™ é obtido a partir da conversão de resíduos domésticos mistos, que até agora têm sido difíceis de reciclar e que portanto são frequentemente processados termicamente ou acabam por ser depositados em aterros sanitários. Este material é proveniente de resíduos alimentares, plásticos mistos, papelão e fraldas de bebé. Encontra-se atualmente em teste a sua aplicação nos painéis da secção inferior da carroçaria, nos revestimentos das cavas das rodas e nas coberturas de compartimento do motor.

Design para o Ambiente

Na Mercedes-Benz, a sustentabilidade começa muito antes do desenvolvimento dos produtos. A Marca assume uma abordagem holística quer no que diz respeito a emissões de CO₂ quer no consumo de recursos naturais. Durante o desenvolvimento dos automóveis, a composição de todos os materiais a serem utilizados é reconsiderada e as possibilidades de utilização de alternativas mais sustentáveis é sempre considerada. Isto aplica-se quer aos materiais de revestimento quer aos que não se encontram visíveis. Exemplos no interior do automóvel incluem a pele processada sustentavelmente, a utilização de materiais com uma elevada percentagem de material reciclado e materiais inovadores do futuro. Na carroçaria e nos painéis da carroçaria, a Mercedes-Benz utiliza aço de reduzida produção de CO2, entre outros. Os automóveis são projetados para a máxima eficiência em termos de recursos naturais e ecológicos possível ao longo de todo o seu ciclo de vida. A Mercedes-Benz designa esta abordagem por "Design para o Ambiente". A empresa utiliza tecnologias inovadoras que cumprem os requisitos do luxo e da sustentabilidade.

  • LUXO SUSTENTÁVEL - PELE E ALTERNATIVAS À PELE

O interior do automóvel é uma parte importante da experiência de Marca para os clientes. A elevada qualidade visual e tátil é uma das máximas prioridades, juntamente com o conforto, a funcionalidade e a durabilidade. Desde os primeiros tempos do automóvel, a pele tem sido sinónimo de elevada qualidade e de luxo, sendo desejada por muitos clientes. Neste caso, a Mercedes Benz também adota uma abordagem holística para tornar este luxo sustentável.

Pele processada sustentavelmente

Os clientes que pretendem um revestimento interior em pele genuína não têm, portanto, de prescindir da sustentabilidade: a partir do próximo ano, a Mercedes-Benz irá sucessivamente disponibilizar apenas pele produzida e processada sustentavelmente em todas as séries de modelos. A consideração varia desde a criação de gado até ao processo de curtição. A Mercedes-Benz já exige o cumprimento de vários critérios de bem-estar animal nas suas especificações. Entre outros fatores, a Marca exige aos seus fornecedores que cumpram as "5 Liberdades de Bem-Estar Animal" do Comité de Bem-Estar Animal na criação de gado. Adicionalmente, um requisito importante para a adjudicação de contratos a fornecedores é que a cadeia de fornecimento de pele esteja livre de qualquer forma de desflorestação ilegal e que as áreas de pastagem não contribuam para o perigo ou perda de florestas naturais. Neste contexto, os parceiros devem divulgar todas as suas cadeias de fornecimento desde a região agrícola até ao produto final.

Para um processo de curtição mais ecológico, no futuro só poderão ser utilizados agentes de curtição vegetais ou alternativos sustentáveis completamente isentos de crómio - por exemplo, cascas secas de café em grão, castanhas ou extratos de outras matérias-primas renováveis. Adicionalmente, a pele dos produtos Mercedes-Benz só pode ser processada em curtumes certificados de acordo com o Padrão Ouro do 'Grupo de Trabalho do Couro'. Isto inclui aspetos ambientais importantes como a redução do consumo de água, de energia e de produtos químicos no processo de curtição. Adicionalmente, a Mercedes-Benz trabalha em conjunto com os fornecedores para melhorar continuamente a sustentabilidade dos produtos de pele. Para esta finalidade, é exigido aos parceiros, por exemplo, a apresentação de uma avaliação do ciclo de vida de toda a cadeia de valor desde a exploração agrícola até ao produto de pele final. Desta forma, podem ser tomadas medidas específicas para reduzir a pegada ecológica da pele.

Alternativas de pele sustentável

Ao mesmo tempo, a Mercedes-Benz está a realizar uma investigação intensiva em alternativas à pele genuína. Não só devem preservar os recursos naturais, como também oferecer a máxima qualidade em todos os parâmetros. Já foram apresentadas no Mercedes-Benz VISION EQXX alternativas promissoras à pele genuína, por exemplo, fabricada em matérias-primas renováveis, tais como fibras de catos em pó. Através do potencial da biotecnologia, os micélios fúngicos estão a transformar-se em alternativas inovadoras à pele no laboratório, apontando para o futuro do equipamento interior sustentável e luxuoso. No desenvolvimento e seleção destes materiais, a máxima quantidade de material reciclado possível ou a utilização de matérias-primas renováveis ao invés de matérias-primas à base de petróleo são as principais prioridades.

A Mercedes-Benz oferece veículos em muitos segmentos em todo o mundo que estão equipados com revestimento interior sem pele genuína de série ou mediante pedido do cliente. As várias opções de revestimento incluem uma réplica de pele de elevada qualidade, bem como um tecido em microfibra que tem aparência e toque de camurça. É utilizada no interior do veículo, por exemplo como revestimento do banco, revestimento do tejadilho e guarnição dos pilares e contém uma elevada proporção de materiais reciclados, que será continuamente aumentada no futuro.

  • CONSERVAÇÃO DE RECURSOS ATRAVÉS DA RECICLAGEM INOVADORA DE MATERIAIS, COMO O TECIDO

Atualmente, os materiais reciclados já são utilizados na produção em série em muitos automóveis. No interior, por exemplo, a Mercedes-Benz disponibiliza vários revestimentos em tecido de alta qualidade fabricados totalmente a partir de garrafas de plástico além de réplicas e microfibras de pele. A alcatifa do piso no EQS é fabricada em fio de nylon que provém de tapetes reciclados e redes de pesca recicladas. Uma tonelada deste fio permite reduzir mais de 6.5 toneladas de CO2 que seriam produzidas no fabrico de um novo material. Adicionalmente, a Mercedes-Benz também recorre à utilização de fibras naturais para substituir os plásticos convencionais por matérias-primas renováveis.

  • MATERIAIS SUSTENTÁVEIS DO FUTURO

No seu departamento de investigação, a empresa está a examinar o lançamento em série de materiais promissores que satisfazem os elevados padrões de sustentabilidade e qualidade da Mercedes-Benz. Isto inclui um plástico de elevado desempenho com uma superfície pintada obtida através de reciclagem química inovadora. Na reciclagem química, os pneus usados e os resíduos plásticos particularmente difíceis de reciclar são decompostos nos seus componentes químicos, de tal forma que podem ser produzidos materiais absolutamente novos a partir destes. A combinação de matérias-primas provenientes da reciclagem química com o biometano de matérias-primas renováveis reduz a utilização de matérias-primas fósseis. O material pode em breve ser utilizado nos manípulos das portas.

Outro material promissor que poderia ser utilizado nas almofadas dos bancos traseiros é uma espuma parcialmente à base de CO2. No poliol, que é o principal componente desta espuma de poliuretano para automóveis, o CO2 que de outra forma seria libertado para a atmosfera está ligado quimicamente. O dióxido de carbono pode representar até 20 por cento do peso do poliol.

Além disso, a Mercedes-Benz está a investigar intensivamente a disponibilidade para a produção em série de outros materiais inovadores que foram apresentados no VISION EQXX. Estes incluem um tecido do tipo seda, produzido biotecnologicamente e completamente livre de produtos animais, bem como tapetes fabricados em fibras de bambu. Além de serem particularmente sustentáveis, estes materiais também proporcionam uma experiência visual e tátil excecional.

  • REDUÇÃO DE CO2 NO FABRICO DA CARROÇARIA

Uma avaliação holística da sustentabilidade de todos os materiais inclui não só o interior do veículo, mas também a carroçaria e os painéis da carroçaria. É dada especial atenção aos materiais que originam elevadas emissões de CO2 durante a produção, como o aço e o alumínio.

Atualmente utilizado na produção em série: aço com baixas emissões de CO2

No âmbito da iniciativa Ambition 2039, a Mercedes-Benz persegue o objetivo de descarbonizar a cadeia de fornecimento de aço, concentrando-se deliberadamente na prevenção e redução das emissões de CO2 e não na compensação. Desta forma, a Marca está consistentemente a reduzir as emissões de CO2 na cadeia de fornecimento de aço como um primeiro passo: o VISION EQXX utiliza aço plano com redução de CO2 da empresa Salzgitter Flachstahl GmbH, que é produzido totalmente a partir de sucata no forno de arco elétrico. Os mais de 60 % de materiais de baixa liga de menores emissões de CO2 estão a ser integrados simultaneamente em aplicações iniciais nos atuais Classe A, Classe E, no Classe C e no novo EQE.

Desta forma, a Mercedes-Benz é o primeiro fabricante de veículos a introduzir esta chapa metálica com conservação de recursos e redução de CO2 na produção em série. A cooperação entre a Mercedes-Benz AG e a Salzgitter Flachstahl GmbH foi galardoada com o MATERIALICA Design + Technology Gold Award 2021 na categoria "CO2 Efficiency".

Além disso, a Mercedes-Benz obtém aço do fornecedor americano Big River Steel, que reduz as emissões de CO2 na produção de aço em mais de 70 % através da reciclagem de sucata de aço e de energias renováveis. Em contrapartida, o aço produzido utilizando um forno clássico emite uma média de mais de duas toneladas de CO2 por tonelada.

A partir de 2025: aço sem emissões de CO2

Na etapa seguinte, a partir de 2025, a Mercedes-Benz utilizará aço quase completamente isento de emissões de CO2 em vários modelos de veículos, graças ao fabrico com hidrogénio em vez de carvão de coque. Para esta finalidade, a empresa tornou-se o primeiro fabricante de automóveis a adquirir uma participação no capital da empresa sueca H2 Green Steel (H2GS). No âmbito de uma parceria com a siderúrgica sueca SSAB, as primeiras peças protótipo para aplicações da carroçaria em aço sem utilização de fósseis, já estão a ser planeadas para este ano. A empresa parceira produzirá um aço com ferro fabricado com recurso a hidrogénio da sua fábrica piloto em Luleå, que pode ser utilizado em áreas relevantes para a segurança da carroçaria do veículo.

Através das parcerias, a Mercedes-Benz promove a transformação da indústria siderúrgica e acelera o desenvolvimento e produção de aço sem CO2 na Europa.

Alumínio reciclado

A descarbonização da cadeia de fornecimento está também a ser trabalhada de forma consistente na utilização do alumínio. Na carroçaria do novo Mercedes-AMG SL, são utilizadas pela primeira vez peças estruturais em liga fundida sob pressão com recurso até 100 % de reciclagem de sucata de alumínio. Na produção de alumínio, isto permite reduzir mais de 90 % as emissões de CO2.

Ver todas as novidades »

Campanhas Automóveis

1222_Opel.r.__1_.webp

RETOMA OPEL

04/07/2022
1223_IP_2__1_.webp

NOVO OPEL GRANDLAND HÍBRIDO PLUG-IN

04/07/2022
1220_noticia_800x600.webp

Serviços de Chapa e Pintura Ford

29/06/2022
1218_noticia_800x600.webp

Verifique o estado dos Travões e Circuito de Travagem

28/06/2022
1214_noticia_800x600.webp

Prepare a sua viagem: Check-up geral ao seu Ford por 45€*

24/06/2022
1215_classe-t-home-gai.webp

Novo Mercedes-Benz Classe T.

22/06/2022
1204_site-news-grupo-ai.webp

ENTREGA IMEDIATA. Procura um Renault? Na Gilauto não precisa esperar.

20/06/2022
1202_banner-renault-arkana-270-home.webp

Novo Arkana E-Tech híbrido por 270€/mês¹

19/06/2022
1195_site-800x600.webp

Higienização e desinfeção do circuito do AC por apenas 65€*

08/06/2022
1187_campanha-800x600.webp

Instalação de Sensores de Estacionamento

06/06/2022
1193_care-service-vantagem-home.webp

peças ao melhor preço para o seu carro com + 4 anos

03/06/2022
1185_noticias_800x600.webp

Nova Fuso Canter desde 28.500€*

31/05/2022

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem do Sector Automóvel, com sítio em www.arbitragemauto.pt e sede na Av. República,44 - 3º Esqº, 1050 194 Lisboa