Novidades

Como funciona o Start and Stop?

11/05/2021 | Automóvel

Sabemos que a tecnologia start & stop foi criada para reduzir emissões e para poupar combustível. Mas será  saudável para o motor do seu carro?

O primeiro veículo a ter o sistema start & stop surgiu muito antes que imagina. Na década de 70, surgiram os primeiros com esse sistema, tendo sido a Toyota a marca pioneira a implementar nos seus modelos. Contudo, não foi um grande sucesso. A tecnologia não permitia uma resposta rápida e os problemas que surgiam eram significativos.

Atualmente, podemos encontrar esse sistema em todos os segmentos, tanto nos citadinos, familiares, desportivos, em tudo o que se possa imaginar.

Na prática, sabemos que é um dos melhores sistemas para poupar combustível, mas a questão coloca-se frequentemente. Mas a questão será, será esse sistema uma boa opção a longo prazo para a vida do motor?

 Como funciona?

Esta tecnologia foi criada para acabar com as situações em que o veículo está imobilizado, mas com o motor em funcionamento, gastando mais combustível e emitindo gases poluentes. Segundo variados estudos, estas situações representam 30% dos trajetos em cidade.

Assim, o motor quando imobilizado, o sistema desliga o motor, mas as outras funções mantêm-se ativas, ou seja, ele não desliga o automóvel (ignição), apenas desliga o motor. Isto permite que todas as outras funções restantes permaneçam em funcionamento. Para este efeito, é necessário um sistema elétrico otimizado e uma bateria de maior capacidade, para poderem agendar o funcionamento dos sistemas elétricos do automóvel com o motor desligado.

Assim, é necessário que todas as viaturas com a tecnologia start & stop contenham os seguintes itens adicionais:

·         Sensores adicionais

·         Bateria de maior capacidade

·         Motor de arranque reforçado

·         Motor de combustão interna otimizado

·         Sistema elétrico otimizado

·         Alternador mais eficiente

·         Unidades de comando com ‘interfaces’ adicionais.

Podemos assim considerar que quando falam em maior desgaste dos componentes devido ao sistema start & stop um mito.

Vantagens

Como grande vantagem, podemos considerar a poupança de combustível, que, na verdade foi para isso que foi criado.

Tal como a redução de emissões, também uma das razões pela qual esta tecnologia foi desenvolvida. Esta é mais uma vantagem até porque poderá advir também uma redução no Imposto de Circulação (IUC).

Por fim, podemos considerar que o silêncio e a tranquilidade que o sistema permite ao desligar o motor no trânsito, parecendo que não, é também vantajoso, visto que deixamos de ter quaisquer tipos de vibrações e ruídos provocados pelo motor enquanto estamos imobilizados.

Desvantagens

Na vida útil de um automóvel, é necessário considerar o preço das baterias que, como acima referido, são maiores e com uma capacidade superior com o intuito de suportar o sistema, sendo também consideravelmente mais caras.

Existem condicionantes

Ao introduzir o sistema start&stop, os fabricantes vieram-se obrigados a garantir que o motor pode suportar as diversas e sucessivas paragens quando o sistema está em funcionamento. Para isso o sistema funciona com várias condicionantes que, uma vez não verificadas, impedem o funcionamento do sistema:

·         Uso do ar condicionado

·         Temperatura do motor

·         Temperatura exterior

·         Assistência na direção, travões, etc.

·         Voltagem da bateria

·         Inclinações acentuadas.

 Devo desligar o sistema?

Para este ser ativado, necessita cumprir vários requisitos, como ter o cinto de segurança colocado, ter o motor a uma temperatura ideal, etc, também é verdade que, por vezes, o sistema é ativado sem haver um dos requisitos cumpridos.

Um dos requisitos para que o sistema não entre em funcionamento tem a ver com a lubrificação, refrigeração e arrefecimento do motor, ou seja, após uma longa viagem é desaconselhado que o motor seja desligado de repente, como acontece com o sistema.

Esta é uma situação em que deve desligar o sistema, para que o motor não seja desligado de imediato nas paragens que sucedem a uma longa viagem.

Estas situações podem causar eventuais problemas, principalmente em motores sobrealimentados, ou seja, com turbo, e de elevada potência. Eles podem atingir temperaturas muito elevadas, assim como velocidades de rotação a cima das 100 000 rpm. Quando é feita uma paragem de motor de forma abrupta, a lubrificação deixa de ser feita de forma repentina, causando um choque térmico que coloca em causa a “saúde” do motor.

Nas restantes ocasiões do dia a dia, como na cidade, os sistemas start & stop foram idealizados para suportar toda a vida do automóvel, sendo alguns dos componentes reforçados para evitar um desgaste acelerado.

Para qualquer esclarecimento ou marcação de serviços, clique aqui, que nós tratamos de tudo!

AutoGlobal – a Oficina Multimarca da Grupo Auto-Industrial em Coimbra e Leiria.

Ver todas as novidades »

Siga-nos

Já segue o Grupo Auto-Industrial?
Conheça, em primeira mão, todas as novidades.

Newsletter

Inscreva-se e receba regularmente informação
personalizada no seu email.

Arbitragem de conflitos de consumo

Conforme Lei nº 144/2015, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem do Sector Automóvel, com sítio em www.arbitragemauto.pt e sede na Av. República,44 - 3º Esqº, 1050 194 Lisboa